Visitante
Olá Visitante.
Seja bem vindo ao Instituto Superior Anísio Teixeira!
Instituto Superior Anísio Teixeira

Comissão Permanente de Avaliação


CPA – Comissão Permanente de Avaliação Relatório da Avaliação do ISAT 2016

 

1) INTRODUÇÃO

Instituto Superior Anísio Teixeira desenvolve o processo de auto avaliação institucional, de acordo com o disposto na Lei 10.861 de 14/04/2004 que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e busca atender seus pressupostos, através da Comissão Própria de Avaliação - CPA.

 

Desde o início de suas atividades em março de 2003, o ISAT vem fazendo a avaliação de seu desempenho tanto na área acadêmica, como no setor de gestão.

2) OBJETIVOS

A concepção que norteia a política pedagógica e acadêmica da Instituição pressupõe que a avaliação deva ser democrática, processual, transformadora, globalizante e permanente e tem como objetivos:

Objetivos Gerais

•          Meio de atingir a desejada e necessária excelência de suas atividades;

•          Veículo para o conhecimento dos indicadores de sucesso e de obstáculos do seu próprio projeto pedagógico;

•          Indicador de contribuição para revelar, preservar e estimular a pluralidade constitutiva da instituição acadêmica.

Objetivos Específicos

•          Sensibilizar a comunidade do ISAT para o papel e a relevância da avaliação institucional que se pretende desenvolver;

•          Impulsionar um processo de autocrítica da Instituição como evidência da vontade política de se auto avaliar e de se comprometer coletivamente com o processo de avaliação;

•          Conhecer a partir da análise dos cursos de graduação como se realizam e inter-relacionam as tarefas acadêmicas, em suas dimensões de ensino, pesquisa, extensão e administração;

•          Sistematizar e unificar dados que configurem a situação do ISAT;

•          Propor mudanças que contribuam para a formulação de projetos pedagógicos socialmente legitimados e relevantes;

 

•          Rever a formação profissional proporcionada pela Instituição, a partir da análise do desempenho dos egressos no mercado de trabalho;

•          Prestar contas, à sociedade, da consonância de suas ações com as demandas científicas e sociais da atualidade, restabelecendo compromissos, explicitando as diretrizes de um projeto político-pedagógico constantemente reordenado a partir da avaliação sistemática.

3) COMPOSIÇÃO

A partir de maio de 2015 a comunidade acadêmica está assim representada na CPA: um (1) representante do corpo docente - Coordenador da Comissão, três (3) representantes do corpo docente, sendo, um professor do curso de Letras (Licenciatura), um professor do curso de Letras (Bacharelado) e um professor do curso de Pedagogia, e dois (2) representantes do corpo discente.

A sociedade civil passa a ter dois representantes na Comissão Própria de Avaliação.

3.1) Composição da CPA – Portaria ISAT nº 05/2015:

 

- Luiz Claudio Medeiros Biagiotti (Corpo Docente) – Coordenador

- Simone de Souza Braga Guerreiro (Corpo Docente)

- Beatriz dos Santos Damasceno (Corpo Docente)

- Carolina Barros Pimenta (Corpo Docente)

- Priscila Klopper Albuquerque(Corpo Discente)

- Alessandra Santos Dias (Corpo Discente)

- Ana Maria Gomes Ribeiro (Corpo Administrativo)

- Jorge Luiz Ferreira Dias (Sociedade Civil)

- Andréa da Conceição da Silva Santos (Sociedade Civil)

4) ESTRUTURA

O Instituto Superior Anísio Teixeira – ISAT desenvolveu um modelo de auto avaliação institucional que incorporou as diretrizes do MEC às práticas de planejamento e avaliação já consolidadas na instituição.

 

O processo está organizado de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Lei nº 10.861/2004, buscando contemplar todas as suas dimensões.

 

A auto avaliação do ISAT envolve três diferentes segmentos:

 

  • Avaliação Interna

 

  • Avaliação externa

 

  • Avaliação do corpo docente pelo discente

 

  • Avaliação do corpo docente pela instituição

 

O modelo a ser utilizado permitE que a Instituição conheça a sua realidade com objetivo de contribuir para a preservação e o aperfeiçoamento institucional.


Comentários


Voltar ao topo